AQUILO QUE ME ARRANCARAM

FOI A ÚNICA COISA QUE ME RESTOU

TEXTO E DIREÇÃO Biagio Pecorelli ELENCO Augusto Coaracy, Bruno Caetano, Camila Rios, Edson Van Gogh, Feiticeiro Julião, Jonnata Doll e Verónica Valenttino DIREÇÃO DE ARTE E FIGURINOS Rafael Bicudo e Coko DESENHO DE LUZ Marcelo Lazzaratto OPERAÇÃO DE LUZ Marcela Katzin DESENHO E OPERAÇÃO DE SOM Dugg Mont EFEITOS DE CENA Elisete Jeremias DIREÇÃO DE PRODUÇÃO Corpo Rastreado

Sem Título-2.jpg

Matheus, um jovem junkie que corre pela cidade batendo de porta em porta para reaver pedaços do seu corpo. Cada um dos órgãos pode ser visto como metáfora de temas afetivos e existenciais da vida do personagem e do público. A encenação toma a correria de Matheus para reaver seus pedaços como trampolim para problematizar em cena a construção do gênero masculino, evidente no objetivo principal do personagem, que é o de reconquistar, com seu pai, seus olhos para conseguir chorar. Projeto multimidiático, onde texto, trilha e encenação se fundem para construir uma experiência teatral singular, na qual o som amplifica o jogo performático dos atores entre si e com o público.